sexta-feira, 10 de junho de 2016

Adivinha

Não é galo nem galão,
nem padre nem sacristão,
é um animal esquisito,
entre peru e pavão,
tem barbas ruivas de milho,
tem olhos de crocodilo,
rabo de rato ou de cão,
ão ão ão!


 Eugénio de Andrade, Aquela nuvem e outras (1984)

Alguém adivinhou? Fácil? Difícil?
Neste poema, Eugénio de Andrade cria um novo animal, um animal esquisito, a partir da amálgama de outros. O seu animal esquisito é uma fusão entre muitos.
Para levar os alunos e alunas, que participaram nas atividades de promoção/animação da leitura, a conhecer melhor esta adivinha poética, a biblioteca escolar desafiou-os a inventarem o seu animal esquisito. Ora reparem, só falta “ilustrar” com uma escrita a condizer!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Chegámos a OUTUBRO, mês muito especial para as bibliotecas escolares, para celebrar o MIBE - mês internacional das bibliotecas escolares.  ...