quinta-feira, 21 de abril de 2016

Mensagem do Dia Mundial do Livro


Não há nada como um livro


Um livro é um elo entre o passado e o futuro. É uma ponte entre gerações e entre culturas. É uma força para a criação e a partilha de sabedoria e conhecimento.
Franz Kafka disse uma vez: "um livro deve ser um machado para quebrar os mares congelados dentro de nossa alma”.
Uma janela para as nossas vidas interiores, os livros também são a porta de entrada para o respeito mútuo e a compreensão entre as pessoas, através de todas as fronteiras e de todas as diferenças. Apresentando-se de diversas formas, os livros incorporam a diversidade do engenho humano, dando forma à riqueza da experiência humana e expressando a busca de sentido e de expressão que todas as mulheres e homens compartilham, que faz todas as sociedades avançarem. Os livros ajudam a entrelaçar a humanidade como uma única família, mantendo um passado em comum, uma história e um património, para criar um destino que é compartilhado, no qual todas as vozes sejam ouvidas no grande coro da aspiração humana.
Isto é o que celebramos no Dia Mundial do Livro e Dia dos Direitos de Autor, em parceria com a Associação Internacional de Editores, a Federação Internacional de Livreiros e a Federação Internacional de Associações e Instituições de Bibliotecas – o poder dos livros para estimular a criatividade e fazer avançar o diálogo entre mulheres e homens de todas as culturas. Agradeço a Wroclaw, na Polónia, como a Capital Mundial do Livro de 2016, por seu compromisso com a difusão desta mensagem em todo o mundo.
Isto nunca foi tão importante num período em que a cultura está sob ataque, quando a liberdade de expressão está ameaçada, quando a diversidade é desafiada pela intolerância crescente. Em tempos turbulentos, os livros incorporam a capacidade humana de evocar mundos reais e imaginários, assim como de os expressar em vozes de compreensão, de diálogo e de tolerância. Eles são símbolos da esperança e do diálogo que devemos valorizar e defender.
William Shakespeare faleceu no dia 23 de abril de 1616, precedido de apenas um dia por Cervantes. Neste dia, chamo todos os parceiros da UNESCO para compartilhar a mensagem de que os livros são uma força para combater o que Shakespeare chamou “a maldição comum da humanidade – loucura e ignorância”.

Mensagem da Diretora-Geral da UNESCO, Irina Bokova, por ocasião do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor - 23 de abril de 2016


Adaptado a partir de Portal da UNESCO - Representação da UNESCO no Brasil - Não há nada com um livro - uma mensagem para o Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais. [em linha]. [consulta em 21-04-2016] Disponível em <http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/there_is_nothing_like_a_book_a_message_for_the_world_book_and_copyright_day/#.VxjZCkV5fCQ> e de Portal da UNESCO - World Book and Copyright Day 2016. [em linha]. [consulta em 21-04-2016] Disponível em <http://www.unesco.org/new/en/wbcd>.




O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de abril.

Esta data foi escolhida com base na lenda de S. Jorge e o Dragão, adaptada para honrar a velha tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge (Sant Jordi) e recebem, em troca, um livro, testemunho das aventuras do heroico cavaleiro.
Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, falecidos em 1616, exatamente em abril.
Também a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, em 2016, presta homenagem a alguns autores portugueses, cujos centenários de nascimento ou morte se assinalam: Bocage (as comemorações dos 250 anos do nascimento decorrem de setembro 2015 a setembro de 2016); Mário de Sá Carneiro (1890-1916 – centenário da morte); Mário Dionísio (1916-1993) e Vergílio Ferreira (1916-1996), autores de que se assinala o centenário do nascimento.
Ainda para assinalar este dia, a DGLAB apresenta, no edifício da Torre do Tombo, a exposição «Livros de muitas cores», com uma mostra de documentação antiga e moderna que pretende chamar a atenção para o papel do Livro nas suas muitas vertentes.
O cartaz de 2016, com concepção da LUPA Design, não será impresso pela DGLAB, mas poderá ser descarregado aqui no nosso site e impresso a partir daí. Convidam-se as Bibliotecas Municipais e as livrarias a darem igualmente destaque aos seis autores, cuja obra é de particular importância para a literatura portuguesa e mundial.








sexta-feira, 8 de abril de 2016

BIG BAND 15/16 Escola Artística do Conservatório de Música de Coimbra | Casa das Artes



A BIG BAND 15/16 da Escola Artística do Conservatório de Música de Coimbra apresenta-se na Casa das Artes de Miranda do Corvo no dia 9 de abril, pelas 21h30.
Este coletivo surge como forma de proporcionar experiências performativas, no âmbito do grande ensemble, aos alunos do curso profissional de instrumentista de jazz da Escola Artística do Conservatório de Música de Coimbra. ​Funciona ainda como montra do trabalho realizado no referido curso.
​Esta formação centra a sua ação numa escolha de um programa  abrangente e idiomático, enaltecendo as potencialidades deste tipo de ensemble, com especial enfoque em aspetos histórico-culturais que, associados ao repertório próprio, conferem aos alunos uma perceção das singularidades de cada tema e compositor.
M/6 anos

Bilhete Geral: 4 euros


Reservas e Venda de Bilhetes: Casa das Artes – Alameda das Moitas – Miranda do Corvo – 239 533141 «terça a sexta-feira: 14h/19h| sábado e domingo: 15h/19h»
Reserva de bilhetes: Posto de Turismo – 239 530316 | Biblioteca Municipal Miguel Torga - 239530326




Encontro "O bibliomóvel no Séc. XXI - novos desafios

O Encontro vai realizar-se no Hotel Parque Serra da Lousã, nos dias 15 e 16 de abril de 2016. A organização está a cargo da Biblioteca Itinerante da Fundação ADFP.

"Saúde Mental: Intervenção na Comunidade"

A UCC Torre de Sinos na comemoração do seu IV aniversário, com o apoio
da autarquia de Miranda do Corvo, realiza a 22 de abril o Encontro:  "Saúde Mental: Intervenção na Comunidade".


segunda-feira, 4 de abril de 2016

Mensagem do Dia Internacional do Livro Infantil



O Dia Internacional do Livro Infantil celebra-se anualmente no dia 2 de abril. Esta data é celebrada por iniciativa do Conselho Internacional sobre Literatura para os Jovens (IBBY), que em Portugal é representada pela Associação Portuguesa para a Promoção do Livro Infantil e Juvenil (APPLIJ).O IBBY criou o Dia Internacional do Livro Infantil em 1967, para homenagear o escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, (autor de algumas das histórias para crianças mais lidas em todo o mundo), cujo aniversário do nascimento é assinalado a 2 de abril.
Todos os anos é divulgada pela IBBY uma mensagem de incentivo à leitura, da autoria de um escritor de nacionalidade diferente que é depois traduzida e divulgada nos países que integram o IBBY. A mensagem do IBBY internacional é este ano da responsabilidade do Brasil. 

O cartaz português é sempre da autoria do ilustrador vencedor do Prémio Nacional de Ilustração. Para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil 2016 a DGLAB convidou o ilustrador Afonso Cruz, vencedor do Prémio Nacional de Ilustração para ser o autor da imagem do cartaz. Tal como tem sido habitual, o cartaz impresso é distribuído pelas Bibliotecas Municipais.

Lista dos alunos apurados para a 2ª fase do concurso de leitura em voz alta "Vamos lá ler!"

Lista nominal, por ordem alfabética, dos alunos apurados para a 2ª fase do concurso de leitura em voz alta "Vamos lá ler!".

13ª edição do Concurso Nacional de Leitura 2018

Estão abertas as inscrições para a 13ª edição do Concurso Nacional de Leitura de 2 a 8 de novembro de 2018. Procura a ficha de inscrição...