quinta-feira, 14 de maio de 2020

AQUI HÁ JOGO !

AQUI HÁ JOGO e 
poesia da Luísa Ducla Soares! Ora leiam e mais à frente joguem…

Televisão ou não


— Desliga a televisão — disse o pai.
— Vai lá para fora e vive a vida.
Fui e à noite vim
com uma abelha na orelha
um rato no sapato
cola na camisola
giz no nariz
gafanhotos nos bolsos rotos
um escaravelho no joelho
uma formiga na barriga
um leão pela mão
e atrás um camelo a puxar-me o cabelo.
— Não vás mais lá para fora — disse o pai.
— Liga a televisão.



Luísa Ducla Soares, (1990) A Gata Tareca e Outros Poemas Levados da Breca. Lisboa: Teorema.


O computador


A menina Leonor
só quer o computador.
O boneco e a boneca
eram uma grande seca!
 Deitou fora a bicicleta,
cansa muito ser atleta.
Não sai para qualquer lado,
nem para comprar gelado.
 Anda da mesa para a cama,
só se veste de pijama.
Vê-se ao espelho de manhã
a olhar para o ecrã.
Já se esqueceu de falar.
Só sabe comunicar
com os dedos no teclado.
Tem agora um namorado
A menina Leonor
chamado computador.



 Luísa Ducla Soares, (2003) A Cavalo no Tempo. Porto: Porto Editora.




Em 2004, nos Encontros sobre Literatura Infantil da Gulbenkian, Luísa Ducla Soares, conhecida escritora com centenas de livros infantojuvenis publicados, e muito apreciada e acarinhada por todos nós, a propósito do uso do computador e da internet dizia-nos:

Trabalho na Biblioteca Nacional, vivo rodeada de 3 milhões de obras manuscritas, impressas e, desde há alguns anos, tenho, sete horas por dia, um computador à minha frente que me liga a uma incomensurável rede de informação.
Se, antigamente, considerava impensável viver sem livros, hoje afigura-se-me também impensável dispensar as múltiplas potencialidades que a informática proporciona.
Já não escrevo prosa sem recorrer ao processamento de texto, substituí a generalidade da correspondência por e-mails, pesquiso na internet, dou entrevistas em chats. Trabalho, divirto-me, arranjo e cultivo amizades através do pequeno ecrã.
Ah, como é fantástico carregar num botão mágico que nos leva a viajar no novo tapete voador! Tendo por companheiro um rato, posso partir a qualquer hora, para qualquer destino. Num abrir e fechar de olhos dou a volta ao mundo, aterro na Austrália, nos Estados Unidos, no Iraque, na selva amazónica. Haverá maior magia?
(…) Parece que tudo se torna possível, que somos finalmente cidadãos da mesma aldeia global.
Fonte: Os novos nautas - Luísa Ducla Soares

Sim, parece magia, parece tudo possível, mas há que ter em conta a realidade, há muitos cuidados a ter!
Por isso existe a SEGURANET , que já devem conhecer!  
É um local da web,  um centro de sensibilização da responsabilidade da Direção-Geral da Educação/Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas, que tem como missão promover a navegação segura, crítica e esclarecida na Internet e nos dispositivos móveis nas comunidades educativas.

Ciente de que, atualmente, parte do nosso dia é passado online, a Direção-Geral da Educação, através do Centro de Sensibilização SeguraNet, alerta para a importância de um conjunto de cuidados a ter na utilização de ferramentas e serviços de Internet.
Aqui, podem saber muito mais sobre este recurso que nos apoia e esclarece sobre:
"Estudo em Casa: Recomendações de Segurança"

Há vários jogos temáticos que nos informam, ensinam, e preparam para a cidadania digital.
Estamos a trabalhar online há cerca de um mês e meio, será que estamos bem protegidos, conhecemos bem as regras de segurança digital? 
Passem por aqui para experimentar, testar e jogar. Há jogos para pais, mães, filhas e filhos!




Sem comentários:

Publicar um comentário

Homenagem à mulher. Leituras com filmes de animação.

  Comecemos com um pouco de história: Diz-nos a Wikipédia que: O Dia Internacional da Mulher é celebrado anualmente, no dia 8 de março. ...