quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Aquisições do 1º período

Fique a conhecer algumas novidades adquiridas pelas BE ao longo do 1º período. Algumas imagens foram digitalizadas, outras selecionadas a partir da livraria online WOOK.

domingo, 20 de dezembro de 2015

Feiras do Livro e Animação da leitura

As bibliotecas escolares viram na época natalícia uma oportunidade para promover o livro e a leitura, proporcionando a compra de livros mais baratos através da realização de feiras do livro. A feira do livro também se apresenta como uma situação propícia à divulgação de novos títulos e a um contacto próximo dos alunos e das alunas com os livros e a leitura. É, também, um pretexto para a realização de atividades de animação da leitura, desenvolvidas nas bibliotecas escolares, que se apresentam como templos adequados à leitura e à reflexão, onde “perder tempo” a ler ou a ouvir ler é “ganhar” sabedoria. Assim, na EBI/JI Ferrer Correia realizou-se, de 9 a 17 de dezembro, uma feira do livro da responsabilidade das assistentes operacionais da Equipa da Biblioteca Maria Augusta de Campos, que foram incansáveis na promoção da feira. Alguns alunos fizeram leituras espontâneas, solitárias ou para os colegas. A feira também foi ao encontro dos pais/EE divulgando livros no átrio da Escola. No último dia, alunos dos 7º e 8º anos participaram numa atividade de animação da leitura da obra de Paul Auster A história de Natal de Auggie Wren, problematizando a mensagem natalícia através de uma reflexão sobre a solidão, o que é uma ação moralmente correta, o que é, afinal, uma história de Natal, … alguns alunos ouviram a história, outros preferiram lê-la. Seguidamente puderam aprofundar a mensagem subjacente a esta época festiva, através de vários objetos saídos do saco das prendas do Pai Natal, símbolos dos direitos do ser humano e do que é necessário a uma vida digna.
Na BE do Centro Educativo, ao longo dos dias 14 e 15, as turmas puderam visitar a feira, com os professores ou com os pais/EE, e participaram em atividades de animação da leitura dinamizadas pela professora bibliotecária e por técnicas da Biblioteca Municipal. Os alunos do 1º e do 3º anos ouviram a história Sabes, Maria, o Pai Natal não existe, de Rita Taborda Duarte, que assina uma fantástica desconstrução do imaginário infantil. Alunos e alunas refletiram sobre os conceitos de confiança e de autoconfiança, de partilha de segredos, de direito à privacidade, … Já os discentes do 2º ano revisitaram o nascimento de Jesus através do conto da história Nativity Jigsaw Book, seguida da obra Quanto vale a amizade?, de Maria Lúcia Carvalhas. A problematização do que é uma história de Natal foi um dos pontos da discussão, bem como o valor da amizade explícita na mensagem natalícia. Alunos e alunas do 4º ano desconstruíram os valores da sociedade contemporânea a partir do título O Pai Natal que veio do espaço, de Mário Contumélias, mostrando como aquela se afasta cada vez mais dos direitos humanos implícitos na referida mensagem.
A seguir à audição e reflexão sobre as obras, as turmas puderam ainda refletir sobre aquilo que é imprescindível ao ser humano para ter uma vida digna. Essa reflexão partiu de um conjunto de prendas muito especiais “enviadas pelo Pai Natal” num saco, que apelam à tomada de consciência do que é essencial ao ser humano para ter uma VIDA BOA. A partir dos objetos contidos no saco, alunos e alunas discutiram o simbolismo neles implícito. Casa, bola azul, animal, laço, coração, seringa, flauta, sapatilha de “ballet”, livro, caderno, vela, luva, flor, anel, … levaram à evocação da partilha, da harmonia, dos laços de solidariedade, da família, dos cuidados de saúde, da proteção, da arte e da beleza, da liberdade, … tendo consciencializado a existência de milhões de pessoas que não têm acesso ao mínimo de condições para uma vida digna.
No final, cada aluno foi desafiado a escrever, num pequeno cartão, uma palavra que associasse ao Natal e a colá-lo na árvore de Natal da Biblioteca que, assim, ficou com um apontamento físico desta época festiva.


quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos






As Bibliotecas Escolares apoiaram logisticamente algumas atividades no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos, nomeadamente as atividades desenvolvidas por iniciativa do Conselho de Turma e das alunas do 12º E, que contaram com a colaboração de outras turmas.
As alunas do 12º E (Curso Profissional de Animação Sociocultural) conceberam e criaram a “Árvore dos Direitos Humanos” a fim de sensibilizar a comunidade escolar para a temática urgente e, infelizmente, sempre recorrente dos Direitos Humanos. As discentes usaram caixotes, jornais, DVD inutilizados e velas feitas com materiais reciclados, dado os direitos ecológicos serem direitos humanos da 3ª geração. Para a decoração da árvore, a turma contou com a colaboração de alunos e alunas de outras turmas do ensino secundário (10º B, 10º E e 11º A), manifestação de que o termo partilha pode ir além de meras intenções. Palavras como “humildade”, “fraternidade”, “lar”, “carinho”, … , frases de personalidades ilustres e os artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos  adornaram este “monumento” evocativo da dignidade do ser humano. Esta empresa contou com o envolvimento de várias disciplinas, a saber: Área de Estudos da Comunidade, Animação Sociocultural (área da Saúde), Psicologia, Sociologia, Filosofia e Geografia.

A docente da disciplina de Área de Expressões/Quotidiano Cénico orientou, ainda, a elaboração de um guião, e consequentemente, com o apoio do professor de Área de Expressões/Atelier Musical, a encenação de uma pequena dramatização sobre a temática do racismo, levada à cena pelas alunas no dia 11 de dezembro para alunos dos 7º e 9º anos. A Biblioteca Escolar convidou o Dr. Carlos Marta, Bibliotecário da Fundação ADFP, para orientar um pequeno debate na sequência desta apresentação. Alunos e alunas participantes puderam refletir e debater o racismo, extravasando o diálogo para a temática mais geral dos direitos humanos, que devem ser respeitados, tanto quotidianamente, em pequenos gestos e ações, como em grandes causas. Esta reflexão-debate terminou com uma mensagem de esperança, alertando os alunos para a necessidade da assunção do sentido positivo da palavra tolerância, assumido pelas UNESCO em 1995, e que implica, igualmente, a adoção de limites, em detrimento do seu sentido negativo, infelizmente o mais conhecido. Os alunos foram também alertados para algumas obras sobre o tema existentes nas bibliotecas do concelho.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Férias divertidas – Natal 2015 na Biblioteca Municipal Miguel Torga

Como vem sendo hábito, a Biblioteca Municipal Miguel Torga proporciona às crianças dos 6 aos 12 anos atividades nas interrupções letivas do Natal.
As atividades decorrem na Biblioteca Municipal entre 21 e 23 de Dezembro, das 14h00 às 17h00.
A entrada é livre.

A Equipa da Biblioteca Municipal Miguel Torga




sábado, 5 de dezembro de 2015

Quando digo a palavra Natal lembro-me de...



As Bibliotecas Escolares, mais uma vez, concretizaram atividades de promoção/animação da leitura ligadas à mensagem natalícia, dada a sua universalidade e as potencialidades que tem na promoção dos Direitos Humanos. Estiveram envolvidos alunos da Educação Especial das Escolas EB 2.3 C/ Sec. José Falcão e EBI/JI Ferrer Correia, bem como os alunos da turma do 1º/2º A desta última.

Partindo dos termos que a palavra Natal evoca nos alunos, desenvolveu-se um profícuo diálogo, apoiado por Luísa Ducla Soares através do seu livro “Novo dicionário do Pai Natal”, no qual a escritora propõe significações litorais para termos comuns propiciadoras de uma reflexão atenta a uma cidadania responsável. A participação, o empenhamento e o interesse dos alunos foi manifestação de que o ser humano encerra potencialidades criadoras de um mundo mais humano e mais digno, o que nos permite perseverar com toda a esperança.

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Conferência Mundial do Clima - Paris 2015


De 30 de Novembro a 11 de Dezembro, a capital francesa recebe – apenas duas semanas depois dos fatídicos ataques terroristas de 13 de Novembro e sob fortes medidas de segurança – o COP21, isto é, a Conferência do Clima, organizada pelas Nações Unidas. Trata-se da 21ª Sessão da conferência das Partes (CPO21) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas. Pretende-se alcançar um acordo internacional sobre o clima aplicável a todos os países, no sentido de limitar o aquecimento global abaixo dos 2º C até ao fim do século. Clique aqui para mais informações. 

sábado, 28 de novembro de 2015

As Bíblias Portáteis do Séc. XIII

Pensava que os "livros de bolso" eram uma invenção do Séc. XX? Pois é, tal como muitos outros aspetos do livro, também esta é uma invenção medieval. Leia o artigo seguinte:

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

RITA REDSHOES NA CASA DAS ARTES DE MIRANDA DO CORVO

RITA REDSHOES - LIFE IS A SECOND OF LOVE 



Desde a revelação, em 2007, com o tema “Dream On Girl”, Rita Redshoes tem habitado o nosso imaginário com as canções ímpares de “Golden Era” (2008) e “Lights & Darks” (2010).
Em 2014, a songwriter dos sapatos vermelhos regressou às canções com o disco “Life Is A Second Of Love”, o seu terceiro trabalho de originais que a confirmou como uma das mais talentosas compositoras contemporâneas.
Este concerto revelará Rita Redshoes num registo mais próximo e intimista do habitual em que os novos temas - “Broken Bond”, “White Lies” ou “No Matter What” - conviverão com os menos recentes – “Choose Love”, “You Should Go” ou “The Beginning Song” – expondo toda a singularidade artística de Rita Redshoes.

 “…estamos perante um disco muito bem pensado e ainda melhor executado que confirma Redshoes como uma compositora que deixou de sonhar e começou a viver. “ (Rita Tristany)


Classificação etária: M/6
Dia 28 de novembro – 21h 30m – Casa das Artes
Entrada - 7 euros
dos 6 aos 18 anos e com idade igual ou superior a 65 anos – 5 euros
Grupos de 10 ou mais pessoas – 5 Euros/pessoa (mínimo 50 euros)

Reservas e venda de bilhetes na Casa das Artes de Miranda do Corvo (239 533141) Terça a sexta-feira: 14h/19h; sábado e domingo: 15h/19h
Coordenadas: 40.093719, -8.324664
Reservas no Posto de Turismo (239 530 316) e Biblioteca Municipal (239 530 326)

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Formação PORDATA

As Bibliotecas Escolares organizaram duas sessões centradas na literacia estatística, a partir da base de dados PORDATA, dinamizadas pela Dr.ª Antea Gomes, formadora da Academia PORDATA. Partindo da constatação de que “por detrás de cada estatística existe sempre uma história” e do poder dos dados estatísticos, que representam uma mais-valia para a compreensão da dinâmica da sociedade, a Rede de Bibliotecas Escolares e a Fundação Francisco Manuel dos Santos, responsável pela Base, concretizaram uma parceria, delineando uma ação formativa nas escolas. Assim, no âmbito do trabalho curricular e com objetivo de proporcionar, a alunos e professores, as competências necessárias para explorar os recursos e as potencialidades pedagógicas da PORDATA, bem como contribuir para desenvolver literacias fundamentais do nosso tempo: a literacia digital, a estatística e a de informação, as turmas do 10º C, no âmbito da disciplina de Geografia A, e do 11º A, no âmbito das disciplinas de Matemática e de Educação Física, bem como alguns docentes, participaram nesta formação, constatando que as estatísticas podem ser fascinantes.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

domingo, 22 de novembro de 2015

Comemorações do Dia Mundial da Filosofia


Mais uma vez, o Grupo Disciplinar de Filosofia, apoiado pelas Bibliotecas Escolares, assinalou este importante dia com um conjunto de atividades que envolveram alunos dos 1º, 2º e 3º CEB e do Ensino Secundário, ciente da importância da Filosofia para a estruturação do pensamento crítico, essencial à busca de sentido e à problematização do status quo.
Alunos dos 3º e 5º anos puderam refletir sobre se “É preciso ir à escola para aprender?”, problematizando variáveis importantes que interferem na aquisição do saber mas, sobretudo, o papel que a Escola tem nessa aquisição, a partir de um conjunto de questões propostas por Oscar Brenifier em “O que é o saber?”, um dos muitos títulos da coleção “Filosofia para Crianças” da Dinalivro. “Trabalho”, “aprender”, “ler”, “estudar”, “escrever”, “ensinar”, “professora”, “amizade”, … foram algumas das palavras selecionadas para caracterizar positivamente esta instituição essencial à estruturação do pensamento. No final, cada aluno e aluna recebeu um autocolante com um dos símbolos da Filosofia, a coruja, a dizer “Eu sou um ser pensante”, alertando para a necessidade de desenvolvermos essa capacidade que dá a grande especificidade ao ser humano.
Os alunos do 9º ano puderam antecipar a compreensão do conceito “Filosofia” através da leitura e problematização de um excerto do romance filosófico “O mundo de Sofia – uma aventura na Filosofia” de Jostein Gaarder. Sugestões como não ser indiferente ao que se passa no mundo, estar atento à realidade social e política, … puderam ajudar alunos e alunas a evitar a precipitação no julgamento de uma disciplina a iniciar no 10º ano e que, habitual e erradamente, é rotulada como “não servindo para nada” no mundo tecnocrata atual. No final, todas as turmas propuseram algumas ideias sobre o que é ser filósofo.
Os alunos dos 10º e 11º anos puderam problematizar a situação atual e preocupante dos migrantes na Europa, através do visionamento do vídeo The European Refugee Crisis and Syria Explained. Os jovens estudantes puderam questionar a atitude europeia, e mundial, face a esta situação humanitária que exige urgência e solidariedade.
Ainda houve oportunidade para sugerir leituras de obras existentes nas bibliotecas escolares: aos mais novos, sugestões de livros das diversas coleções de Filosofia para Crianças; aos alunos do 9º ano, sobretudo romances filosóficos; aos alunos do ensino secundário, também obras filosóficas de grande atualidade. Essas obras foram expostas nas bibliotecas e também divulgadas online, bem como a mensagem da Diretora-Geral da UNESCO, Irina Bokova, a propósito do Dia Mundial da Filosofia 2014.


sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Clube de Leitura da Biblioteca Municipal na Casa das Artes de Miranda do Corvo

É já no próximo sábado, dia 14 de novembro,  que terá lugar o Clube de Leitura da Biblioteca Municipal Miguel Torga. Será lida e debatida a obra  “Madame Bovary” de Gustave Flaubert.
Junte-se a esta aventura e passe uma agradável tarde em torno de bons livros e de bons amigos.
 
A sessão terá lugar na Casa das Artes com início agendado para as 14h30.
 
Boas Leituras!
 
A Equipa da Biblioteca Municipal Miguel Torga
 
 

Criadores Portugueses - Fernando Lopes-Graça

No âmbito da rubrica "Criadores Portugueses" das Bibliotecas do Agrupamento de Escolas de Miranda do Corvo, apresenta-se a vida e a obra do compositor musical Fernando Lopes-Graça.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

VIII Concelhio de Bibliotecas Escolares de Leiria

Encontro a realizar nos próximos dias 12 e 13 de novembro. Aceda aqui ao programa.


Novos alunos monitores das BE

Mias uma vez, e no âmbito das comemorações do Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE), foram angariados alunos monitores para as BE do Agrupamento. Àqueles que nunca tinham exercido as funções anteriormente, foi-lhes proporcionada uma pequena formação. O objetivo é aproximar mais as BE dos alunos utilizadores e potenciar o sentido de pertença à Escola dos alunos monitores.

domingo, 1 de novembro de 2015

Halloween nas Bibliotecas Escolares

As BE comemoraram o Halloween com decorações e sugestões de leitura "horrorosas". Alguns alunos ainda tiveram a oportunidade de deixar a sua "pegada halloweenica"num cartaz.

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Evocação da Conquista de Ceuta 600 Anos Depois

A fim de sensibilizar para a importância simbólica da evocação da conquista de Ceuta, as Bibliotecas Escolares em articulação com o Grupo Disciplinar de História concretizaram sessões de promoção da leitura com todas as turmas do 8º ano, partindo de excertos da Crónica da Tomada de Ceuta de Gomes Eanes de Zurara e terminando com a audição e análise do poema/canção de Carlos Tê/Rui Veloso “Cabo Sim Cabo Não”, do álbum Auto da Pimenta, encomendado em 1991 pela Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses. Alunos e alunas dialogaram  sobre as ideias contidas nos textos e a sua ligação à temática da evocação da conquista de Ceuta, que extravasa o acontecimento histórico em si, dado ser o ato fundacional da grande epopeia que catapultou Portugal para a História Mundial, os Descobrimentos, cuja dádiva ao mundo consistiu em algo imaterial, mas excecional,  o conhecimento de outros povos e de outras culturas e a possibilidade do encontro de culturas, promotores da tolerância (relembramos que o medo do desconhecido é, na maioria das vezes, a fonte da intolerância), mais do que todas as conquistas territoriais e comerciais. Será, assim, esta a razão por que devemos evocar a conquista de Ceuta 600 anos depois: sendo o ato fundacional das Descobertas e sendo estas as promotoras da dádiva de Portugal ao mundo, vale a pena relembrar este acontecimento. 

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Conhece melhor a tua biblioteca escolar!




No âmbito do Mês Internacional da Biblioteca Escolar – MIBE 2015 – foram organizadas visitas guiadas às BE do Agrupamento para os alunos do 5º ano. Explicar o funcionamento da BE, as suas zonas funcionais, que serviços presta, como estão os documentos organizados, as regras de comportamento a adotar numa biblioteca… foram os objetivos desta atividade que culminou com a explicitação do lema do MIBE 2015 “A biblioteca escolar é super”. Os alunos puderam explicar o porquê deste lema, registando as suas razões num painel exposto na BE. Houve, ainda, a possibilidade de refletir sobre as vantagens e desvantagens do livro, quer em suporte digital, quer em suporte papel, após o visionamento do vídeo “It’s a book” de Lane Smith. Alunos e alunas tiveram também a oportunidade de folhear revistas, requisitar livros ou DVD e de aceder aos computadores.

Palestra sobre educação e parentalidade

Dando continuidade às atividades com famílias, nomeadamente com pais, vai decorrer no próximo dia 7 de novembro pelas 10h30, na Biblioteca Municipal Miguel Torga, a palestra “As grandes diferenças entre birras e maus comportamentos: estratégias simples e eficazes para lidar com ambos”, por Cristina Valente (psicóloga, coacher parental, autora do livro “Coaching para pais” e da rubrica “Pais Positivos” no canal SIC MULHER.


quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Leituras da República - COMEMORAÇÃO DA REPÚBLICA

Leituras da República foi a atividade congregadora da evocação do 5 de Outubro, Dia da Implantação da República Portuguesa, concretizada pela Biblioteca Municipal Miguel Torga, no 1º CEB, e pelas Bibliotecas Escolares, no 6º ano, ao longo do mês de outubro. Os alunos e as alunas daqueles anos de escolaridade tiveram a oportunidade de conviver com os símbolos mais emblemáticos que representam a passagem da monarquia para a República, fizeram leituras que explicaram o antes e o depois da República e fizeram uma abordagem histórica  mobilizando e articulando diferentes fontes de informação. Várias personalidades foram "convidadas" para ajudar no trabalho hermenêutico deste acontecimento e dos valores a eles subjacentes: José Jorge Letria, Rafael Bordalo Pinheiro, José Fanha,  Dorinda Carvalho, Vitorino e outros …


terça-feira, 20 de outubro de 2015

ESPETÁCULO "A CANOA" - ESCOLA DA NOITE, 24 OUTUBRO 2015

A Escola da Noite apresenta, dia 24 de outubro, às 21h30, na Casa das Artes de Miranda do Corvo, “A Canoa”, de Cándido Pazó, um espetáculo que tem como tema central a violência doméstica. 


Escrita a partir de uma história «meio absurda» - o desconforto de um homem com o facto de o vizinho guardar uma canoa no seu lugar de garagem -, a nova produção da companhia residente do Teatro da Cerca de S. Bernardo chama a atenção para o problema da violência doméstica «e para a forma como ele se relaciona com os quadros de valores em que nos movemos».
Duração: 1h40
Classificação etária: M/14

Dia 24 de outubro – 21h 30m – Casa das Artes
Entrada - 5 euros
dos 14 aos 18 anos e com idade igual ou superior a 65 anos – 3 euros
Grupos de 10 ou mais pessoas – 3 euros/pessoa (mínimo 30 euros)

Reservas e venda de bilhetes na Casa das Artes de Miranda do Corvo (239 533141) Terça a sexta-feira: 14h/19h; sábado: 15h/19h
Coordenadas: 40° 5'37.39"N;  8°19'28.79"W
Reservas no Posto de Turismo (239 530 316) e Biblioteca Municipal (239 530 326)
 

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Concurso para angariação de monitores das Bibliotecas do Agrupamento

No âmbito das comemorações do Mês Internacional da Biblioteca Escolar, as Bibliotecas do Agrupamento abriram um concurso para angariação de alunos monitores. Informa-te na tua Biblioteca.


quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Prémio Nobel da Literatura 2015


Svetlana Alexievich é o Prémio Nobel da Literatura de 2015, anunciou hoje a Academia Sueca, em Estocolmo. A bielorussa é o 112.º escritor a ser premiado com a mais importante distinção literária, que em 1998 foi entregue ao português José Saramago.




segunda-feira, 5 de outubro de 2015

A canoa - peça de teatro sobre violência doméstica

A Casa das Artes de Miranda do Corvo levará à cena, em 24 de outubro, uma peça de teatro sobre o, infelizmente!!, tema tão atual da violência doméstica. Consulte o folheto para mais informações:


Filhos Pais e Muito Mais

A biblioteca Municipal Miguel Torga concretizará mais uma sessão para pais/EE no próximo sábado, dia 10 de outubro.

Não falte!

domingo, 4 de outubro de 2015

TOCA A TWEETAR!

«Durante este mês de outubro, celebra-se o Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE) e, com ele, mais uma oportunidade para as bibliotecas demonstrarem amplamente a importância que têm na vida das crianças e jovens, pelo trabalho que desenvolvem nas áreas da leitura e das literacias, no acesso à cultura e no desenvolvimento da cidadania. 

O tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para 2015 é: A biblioteca escolar é super! (tradução adotada pela Rede de Bibliotecas Escolares). O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) estabeleceu o dia 26 de outubro, como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal, para 2015. 

Para este ano, a RBE propõe o seguinte desafio: TOCA A TWEETAR 

Os professores bibliotecários do nosso Agrupamento convidam os elementos da comunidade educativa a escreverem tweets sobre o valor da biblioteca escolar (BE) no Twitter da BE, usando a hashtag #MIBE15

Para poupar carateres, os adultos deverão apenas indicar no fim em que qualidade escrevem, usando uma das seguintes iniciais: 
Professor(a) – P 
Encarregado de Educação – EE 
Assistente técnico – AT 
Assistente operacional – AO 
Autarquia – A
Outro – O 

Os alunos serão devidamente enquadrados pelo professor bibliotecário e indicar, no final do seu tweet, o ano e turma a que pertencem. Por exemplo: 5C. 

A RBE irá selecionar as frases mais interessantes para publicar ao longo do mês no destaque do seu portal.

No final do mês distinguir-se-á a BE que conseguir mobilizar, entre a sua comunidade educativa, mais pessoas para tweetar e que participe com tweets mais criativos. »


 PARA COMEÇAR A ESCREVER MENSAGENS, CLICAR AQUI!


PARTICIPEM!

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

B Fachada na Casa das Artes



Dia 1 de outubro comemora-se o Dia Mundial da Música e dia 3 na Casa das Artes irá continuar-se esta celebração com um concerto de B Fachada.
B Fachada é o nome artístico de Bernardo Cruz Fachada, considerado o maior cantautor da sua geração em Portugal, sendo também multi-instrumentista. Depois de no ano passado ter regressado à atividade com o disco homónimo, um dos álbuns portugueses mais aclamados do ano, B Fachada voltou à estrada para apresentar o seu trabalho.
Dia 3 de outubro é a vez da Casa das Artes.
Venha celebrar a Música!

Dia 3 de outubro – 21h 30m – Casa das Artes
Classificação – M6
Entrada - 6 euros
dos 6 aos 18 anos e com idade igual ou superior a 65 anos – 4 euros
Grupos de 10 ou mais pessoas – 4 euros/pessoa (mínimo 40 euros)

Reservas e venda de bilhetes na Casa das Artes de Miranda do Corvo (239 533141) Terça a sexta-feira: 14h/19h; sábado: 15h/19h
Reservas no Posto de Turismo (239 530 316) e Biblioteca Municipal (239 530 326)

Louco como Eu

  Com Susana Moreira Marques "Joyce Carol Oates disse uma vez que quando os escritores perguntam uns aos outros a que horas começam a e...