sexta-feira, 6 de março de 2015

Sessão de sensibilização “A dislexia na escola”




No âmbito da Semana da Leitura foi organizada uma ação de sensibilização sobre dislexia na escola, destinada a docentes, no dia 4 de março, no auditório da EB 2.3 C/ Sec. José Falcão, em Miranda do Corvo. A acção foi organizada pelas Bibliotecas Escolares em articulação com o Grupo de Educação Especial. A dinamização esteve a cargo da Dr.ª Fátima Almeida, vice-presidente da Associação DISLEX, que começou por explicitar os objetivos da instituição, bem como o tipo de ações de formação que concretiza.
Com um estilo comunicativo muito transparente e objetivo, seguro e sabedor, a Dr.ª Fátima Almeida centrou-se inicialmente na explicitação do conceito “dislexia”, acentuando o facto de o défice na área fonológica ser, muitas vezes, inesperado relativamente a outras habilidades cognitivas. Estabeleceu uma articulação entre a dislexia e a disortografia, salientando que esta pode não estar associada àquela, mas que a dislexia quase sempre vem associada à disortografia.
Após a clarificação do conceito, a comunicadora enfatizou os indicadores da dislexia, conhecimento muito útil a um educador, chamando a atenção para a importância de uma intervenção precoce nesta área, relembrando que não se deve ficar à espera do diagnóstico para intervir, apesar de também ter considerado que nunca é tarde para intervir.
A dinamizadora centrou, igualmente, a sua comunicação nas medidas educativas do Decreto – Lei 3/2008, de 7 de janeiro, a implementar junto de alunos com dislexia, nomeadamente a alínea a) Apoio Pedagógico Personalizado; a alínea d) Adequações no processo de avaliação e a alínea f) Tecnologias de Apoio (artigo 16º). Estas dicas/estratégias mais práticas revelar-se-ão muito úteis aos docentes na sua prática letiva quando se confrontam com a dislexia nos seus grupos/turmas.
Apesar de esta ação de sensibilização não estar dirigida especificamente a docentes do ensino especial, mas aos docentes em geral, não impediu que a formadora abordasse, ainda que de uma forma geral, o seu papel na escola.
Mesmo sendo apenas uma ação de sensibilização, portanto, de curta duração (cerca de 1h30m), esta sessão revelou-se de extrema validade para a prática docente, por isso a organização deixa uma palavra de muito agradecimento à Associação DISLEX e, mais especificamente, à Dr.ª Fátima Almeida.
Para os que não tiveram oportunidade de estar nesta ação poderão estar no próximo sábado na Biblioteca Municipal de Miranda do Corvo, onde decorrerá uma sensibilização nos mesmos moldes, dinamizada pela Doutora Helena Serra, presidente da DISLEX.


Alice Alves e Maria José Vale (Professoras Bibliotecárias) e Isabel Borges (Docente de Educação Especial)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Louco como Eu

  Com Susana Moreira Marques "Joyce Carol Oates disse uma vez que quando os escritores perguntam uns aos outros a que horas começam a e...